Adoração e a Oração

17 de março de 2015
  1. adoradorORAÇÃO: UMA CONVERSA COM O PAI

Jovens e adolescentes são loucos para conversar! Cada vez que uma amizade é feita, as conversas são cada vez mais frequentes, pois o desejo é conseguir maiores detalhes e encontrar pontos de interesses comuns, com o(a) novo(a) amigo(a). Via telefone ou pessoalmente, horas e horas são utilizadas, como um investimento emocional que todos julgam valer a pena.

Seria tão bom se isto acontecesse em relação ao nosso Deus! Mas nem sempre isto acontece na realidade… Muitas pessoas, após terem suas experiências de conversão, cultivam uma bonita amizade com o Senhor. Encontram tempo para estudar a Bíblia, conhecerem mais profundamente o Criador, amam orar e conversar com o Pai.

No entanto, o tempo vai passando, a rotina vai chegando e a conversa com o Senhor vai sendo deixada de lado. Justamente com este Amigo tão fiel (que não depende das circunstâncias para manifestar Seu amor por nós), perdemos a maravilhosa chance de conversar mais com o nosso Deus.

  1. REFLEXOS NA ADORAÇÃO

A “falta de conversa” com Deus (ou seja a falta de oração, a falta de abrir-se com Ele, a falta de buscar de ser íntimo do Senhor), provocará claros reflexos em nossa adoração. Nossos momentos devocionais, se tornarão cada vez mais mecânicos, enfadonhos e sem vida; nossa reação ao louvor congregacional se tornará progressivamente crítica, achando que tudo está errado, o dirigente não é bom, as músicas não são bem escolhidas, a Igreja não vai bem …

Muitas vezes os problemas são bem menores, do que as “críticas ácidas” revelam. A verdade é que enquanto apontamos as dificuldades dos outros, impedimos temporariamente que eles percebam o quanto estamos nos “distanciando” de Deus. Seria tão bom se a “conversa com o Pai” voltasse a ser como antes, não?

Assim, vamos estudar sobre a ORAÇÃO (que é conversar com Deus), para percebermos sua importância em nossa vida diária e em nossa Adoração. Sem dúvida, notaremos o quanto precisamos desenvolvê-la melhor. É possível que algumas pessoas estejam desmotivadas com suas vidas de oração, por não perceberem o aprofundamento de amizade que ela pode nos proporcionar, com o Criador.

  1. MANEIRAS DE ENCARAR A ORAÇÃO

Será que estamos praticando nossos momentos de “conversa” com Deus, de uma maneira correta? Vejamos algumas MANEIRAS ERRADAS, que frequentemente encontramos:

  • ORAR APENAS PARA COMER : é ótimo você agradecer a Deus pelo alimento, mas tem gente que só ora nestes momentos ! Parece apenas um ritual religioso vazio, que aprendemos e repetimos, quase que mecanicamente.
  • ORAR APENAS PARA DORMIR : é o mesmo princípio acima – é ótimo reconhecê-lO e agradecê-lO pelo dia. Mas por que só orar nestes momentos?
  • ORAR APENAS PARA INICIAR UMA REUNIÃO : muitos irmãos “falsões”, querendo dar uma aparência “mais espiritual”, só oram nestes momentos! Não queiram enganar a Deus -Ele conhece o íntimo de nossos corações. O Senhor deve dizer: “Coitado! Está querendo mostrar uma intimidade comigo, que nunca teve realmente!”
  • ORAR APENAS PARA PEDIR ALGUMA COISA : fazem de Deus um “Papai Noel”, e só estão diante dEle para pedir alguma coisa. É a atitude de “me dá, me dá”!
  • ORAR COM UMA VISÃO DISTORCIDA SOBRE DEUS:
    – Alguns acham que “Ele está distante, não se interessa pelos meus problemas”, o que é um absurdo para quem enviou Seu próprio Filho Jesus, para morrer em nosso lugar.
    – Outros dizem: “Meu problema é pequeno demais para Ele se importar comigo”. Mas essa é a melhor parte – o Deus Criador do Universo é tão maravilhosamente sobrenatural, que achou tempo para se importar comigo!
    – Existem ainda os que tratam o Senhor como “O Deus da desilusão” : o culpado por uma oração não respondida ! Sonham poder obrigá-lO a responder orações, mas apenas as que forem favoráveis a eles.

Bem, vejamos agora algumas MANEIRAS CORRETAS de orar:

a. ORAR GLORIFICANDO A DEUS : temos exemplos maravilhosos, mas no livro de Lucas encontramos duas orações, que refletem o desejo ardente que Maria e Zacarias tiveram, de exaltar e bendizer ao Senhor:

  • Lc 1:46-47: “Então disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador”.
  • Lc 1:68: (disse Zacarias) “Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo”.

b. ORAR PARA MANTER COMUNHÃO COM DEUS : nós falamos com Ele, mas temos o coração “aquecido” por Sua presença e orientação através de Sua Palavra.

  • Jr 29:12-13 : “Então me invocareis, passareis a orar a mim e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração”.
  • Lm 3:56-57 : “Ouviste a minha voz; não escondas o teu ouvido aos meus lamentos , ao meu clamor. De mim te aproximaste no dia em que te invoquei; disseste : Não temas !”
  • Pv 15:8 : “O Senhor detesta o sacrifício dos ímpios, mas a oração do justo o agrada”.

c) ORAR PARA LEVAR A DEUS AS NOSSAS PREOCUPAÇÕES :

  • Fp 4: 6-7 : “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus”.
  • Hb 4:16 : “Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”.

d) ORAR PARA OBTER RESPOSTAS EM SITUAÇÕES ESPECÍFICAS:

  • Mt 7:7-11: “Peçam e lhes será dado; busquem e encontrarão; batam e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta. Qual de vocês, se seu filho pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou se pedir peixe, lhe dará uma cobra? Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar coisas boas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem!”
  • Sl 55:1-2 e 22: “Dá ouvidos, ó Deus, à minha oração; não te escondas da minha súplica. Atende-me e responde-me; sinto-me perplexo em minha queixa e ando perturbado (…). Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado”.
  1. QUANDO ORAR?

a. SEMPRE – deve ser nossa atitude constante e que nos ajudará a sermos gratos por tanto o que já recebemos de Deus : 1Ts 5:17-18: “Orai sem cessar. Em tudo daí graças, pois esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

b. MOMENTOS ESPECÍFICOS QUE SEPARAMOS EXCLUSIVAMENTE PARA ORAÇÃO:

Mt 6: 6: “Tu porém, quando orares, entra no teu quarto e fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te recompensará”.

c. ORAÇÃO RELÂMPAGO: feita em qualquer lugar, circunstância ou momento. Ne 2: 4-5: “Disse-me o rei : Que me pedes agora ? Então, orei ao Deus dos céus e disse …”.

d) ORAR PUBLICAMENTE: em muitos momentos, queremos que outras pessoas acompanhem nossas palavras ao Senhor. At 4:23-24: “Quando foram soltos, Pedro e João voltaram para os seus companheiros e contaram tudo o que os chefes dos sacerdotes e os líderes religiosos lhes tinham dito. Ouvindo isso, levantaram juntos a voz a Deus, dizendo: ‘Ó Soberano, tu fizeste os céus, a terra e tudo o que neles há!’ ”.

  1. INGREDIENTES DE UMA ORAÇÃO

O próprio JESUS nos ensinou a orar: Mt 6: 9-13: “Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém”.

a) AÇÕES DE GRAÇA

  • “Pai nosso que estás nos céus”

Pai Nosso: só verdadeiros filhos podem dizer isto (Jo 1:12). É o reconhecimento que Deus é nossa fonte original e nos chamou para a vida eterna. A oração começa como se fosse um momento de Ações de Graça, onde demonstramos gratidão antes de tudo, ao Pai que está nos céus.

b) CONSAGRAÇÃO

  • “Santificado seja o Teu nome”

O nome de Deus já era santo. Mas quer dizer: “Que ninguém desvalorize aquilo que Tu és”; “Que reconheçamos não apenas quão Santo, mas também quão amoroso Tu és “. Deus tem que ser santificado em nossa vida, pois o pecado nos afasta do Senhor – Is 59:2. A busca de santificação é essencial na oração – Hb 12 :14; 1Ts 5: 22-23

  • “Venha o Teu Reino”

O Reino de Deus compreende 2 aspectos: Sentido Presente – se manifesta nos corações onde Deus reina. Sentido Futuro – o Reino virá de forma completa ao mundo, na segunda vinda de Cristo. Expressa o desejo de propagar o Reino no coração de outras pessoas (evangelização) – Mt 24:14. Momento de consagrar nossa vida para testemunhar.

  • “Seja feita a Tua vontade, assim na Terra como no Céu”

A vontade de Deus manifestada aos que crêem em Cristo: andar em nova vida – Ef 4:24. A vontade de Deus para os incrédulos : Ele deu consciência de bem e mal. Ele abomina a maldade, corrupção – Rm 1:18-20.

A vontade de Deus para os anjos : que auxiliem ao povo de Deus – Sl 34:7. A vontade de Deus para os demônios – têm limites de atuação : 1 Co 10:13. Esta expressão também quer dizer: “O padrão da Terra existindo em conformidade com o padrão do Céu”. Reflexão: O que em minha vida, não está de acordo com o padrão do céu? “Seja feita a Tua vontade em primeiro lugar na minha vida“.

c) PETIÇÃO E INTERCESSÃO

  • “Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia”

Pão representa o suprimento das nossas necessidades materiais. É o reconhecimento de que, quem nos supre é o Senhor. O momento de pedir por nossas necessidades e interceder pelos outros.

d) PERDÃO  

  • “Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores”

Jesus comenta este trecho em Mt 6:14-15. A importância do perdão Jo 13:35. Reflexão: Momento de pedir perdão a Deus por algum pecado e pedir ajuda para perdoar alguém, caso necessite.

e) CONFISSÃO E LIBERTAÇÃO

  • “E não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal”

Reconhecer as dificuldades que temos com o diabo – Ef 6:11-12. Reconhecer que só Deus não nos deixa cair – 1Cor 10:12. Devemos ter um clamor constante para que nos livre da tentação e nos dê Libertação – Lc 22:40 e 46.

f) ADORAÇÃO

  • “Pois teu é o Reino, o Poder e a Glória para sempre. Amém.”

Momento de Adoração por tudo o que Deus é e faz.

DESAFIO PARA A NOSSA VIDA:

Temos tanto a aprender, quando pensamos em desenvolver nossa vida de oração! Que tal começarmos a partir de HOJE, buscando ao NOSSO PAI, de uma maneira dinâmica e profunda, exatamente como uma GRANDE AMIZADE requer?

(Extraido da Revista “Cultivando um Coração Adorador”, Sergio e Magali Leoto ,Ed. Z3 Ideias: www.z3ideias.com.br)  

Você gostaria de nos levar à sua Igreja?
Informações Clique Aqui ou ligue para nós!
Fones: (11) 3288-2964 e 99957-0451

Share Button

Deixe seu Comentário

Comentários

Comentários