Enfrentando Crises Na Liderança

16 de março de 2015

Lideranca2CRISE, segundo o dicionário de Aurélio B. Holanda, é: “Momento decisivo; conjuntura perigosa; ponto de transição entre uma época de prosperidade e outra de depressão; fase de transição em que são abaladas tradições e costumes antigos”.

Nenhum grupo, cristão ou não, está isento de passar por crises. Cabe a nós, sabermos como tratar delas.

Na língua chinesa, a palavra que se usa para CRISE, é a mesma utilizada para OPORTUNIDADE. Quando descobrimos que toda crise é uma oportunidade para crescermos em algum aspecto, passamos a usar outra tática com ela.

  1. Alguns fatores que levam a Crises

– Pequenos problemas que são mal resolvidos, geralmente, tornam-se grandes problemas depois.

– Líderes que têm contato distante e burocrático com seus liderados, estão cultivando uma crise futura.

– A sobrecarga de programações e atividades, traz uma irritação maior, com pequenos problemas, devido ao cansaço.

– Antigas lideranças, que não se reciclam ou que têm “ciúmes”, muitas vezes não aceitam as novas lideranças.

– Pessoas que têm dificuldades em ouvir a avaliação sobre si e reconhecer seus erros, podem dar muita “dor de cabeça” na liderança.

  1. Como Enfrentar as Crises

– Procurar não demonstrar descontrole diante dos liderados.

– Numa situação de conflito, procure ouvir todos os lados envolvidos na questão.

– Ao localizar o problema, dirija sua atenção a ele e não às pessoas nele implicadas.

– Aja como mediador, levantando pontos comuns divergentes das partes.

– Não tome partido. Seja justo.

– No caso de ser necessário repreender alguém, mantenha a calma e não baixe o nível na comunicação.

– Quanto mais você desincentivar fofocas, ciúmes, panelinhas, etc, menos crises chegarão até seu grupo.

– Resolvido o conflito, não deixe que futuramente desenterrem o problema.

  1. Áreas mais comuns para crises

– Comportamento diante das CRÍTICAS.

– COMPETIÇÃO entre pessoas ou grupos.

– ORGULHO e INVEJA, que andam sempre juntas como faces de uma mesma moeda.

– FALTA DE DIÁLOGO somada à FALTA DE DISCIPLINA sempre terminam em FOFOCA.

– INDECISÃO em demasia, é porta aberta para uma crise.

– FALTA DE MOTIVAÇÃO ou MOTIVAÇÃO ERRADA, são sinônimos de crises futuras.

– UM EXEMPLO REAL (e prático) DE liderança em tempos de CRISE: NEEMIAS

  1. O CARÁTER DE NEEMIAS

– HOMEM DE ORAÇÃO: (Ne. 1:4,6; 2:4; 4:4,9; 5:19; 6:24; 13:14,22,29).

– CORAGEM: (Ne. 6:11).

– INTERESSE GENUÍNO POR SEU POVO: (Ne. 1:6).

– VISÃO e PLANEJAMENTO: (Ne. 2:5,7 e 8).

– PRECAUÇÃO: (Ne. 2:11,12).

– DECIDIDO: (Ne. 2:17).

– DISPOSTO A OUVIR: (Ne. 4:10-12; 5:1-5).

– IMPARCIAL: (Ne. 5:7).

– REALIZADOR: (Ne. 6:15).

  1. OS MÉTODOS DE NEEMIAS

– ERGUEU O MORAL DE SEUS COMPANHEIROS: (Ne. 2:20).

– GENEROSO NA APRECIAÇÃO E ENCORAJAMENTO: (Ne. 2:18).

– TRATAVA IMEDIATAMENTE DAS CAUSAS POTENCIAIS DA FRAQUEZA: (Ne. 4:10-16; 5:1-5).

– RESTAUROU A AUTORIDADE DA PALAVRA DE DEUS: (Ne. 8:1-8).

– HÁBIL NA ORGANIZAÇÃO: (Ne. 2:11-16; 4:13,14; 7:1,2).

– RAPIDEZ E EFICÁCIA: (Ne. 6:15).

Você gostaria de nos levar à sua Igreja?
Informações Clique Aqui ou ligue para nós!
Fones: (11) 3288-2964 e 99957-0451

 

Share Button

Deixe seu Comentário

Comentários

Comentários